Como reconhecer e tratar os sintomas da constipação e da gripe

Constipação | Gripe | Tosse

Conhecer as diferenças entre uma constipação e uma gripe, assim como a diferença entre uma constipação e a COVID é importante, especialmente durante os meses de inverno. Como passamos mais tempo dentro de casa, o risco de transmitir os vírus uns aos outros é maior do que nunca1. E, infelizmente para nós, existem muitos vírus por aí.

Por exemplo, sabia que existem cerca de 200 vírus que podem causar a constipação comum2? Outro dado: um dos muitos vírus influenza que podem causar a gripe tem mais de 130 combinações de subtipos3. Acrescente a isso a variante Ómicron, que é altamente contagiosa e causa COVID, e poderá ter de passar o ano inteiro a lutar contra vírus e doenças.

Trabalhar, estudar, cuidar da casa e criar das nossas crianças com todas estas ameaças potenciais à nossa saúde não é tarefa fácil. Mas compreender as diferenças entre os sintomas da constipação, os sintomas da gripe e os sintomas da COVID pode ajudar.

Continue a ler para saber mais sobre as principais diferenças entre os sintomas da constipação, da gripe e da COVID, e aprenda a tratá-los

Constipação ou gripe: quais são as diferenças?

Existem algumas diferenças principais entre uma constipação e uma gripe:

  • Os sintomas da constipação tendem a ser leves4,1, enquanto os sintomas da gripe podem ser mais graves4.
  • Os sintomas da constipação geralmente duram apenas alguns dias ou uma semana, mas a recuperação da gripe pode demorar mais tempo. 
  • Os sintomas da constipação tendem a começar gradualmente, enquanto a gripe começa de forma repentina4.
  • Os sintomas da constipação tendem a afetar principalmente as vias respiratórias, enquanto os sintomas da gripe afetam todo o corpo4.

Sintomas de gripe ou de constipação?

Muitos dos sintomas da constipação comum são partilhados pela gripe1. Então, como podemos saber a diferença?

A tabela abaixo mostra as semelhanças e as diferenças entre os sintomas da constipação e da gripe. Também mostra quão comuns ou graves são os sintomas de cada doença1,5.

Dito isto, é importante não fazer um autodiagnóstico. Consulte um médico se achar que tem gripe e tiver preocupações com os seus sintomas4.

Sintomas

Constipação

Gripe

Febre

Raramente

Quase sempre

Dor de cabeça

Quase nunca

Frequentemente

Dor muscular e articular

Ocasionalmente e leve

Quase sempre

Fadiga ou sensação de debilidade

Às vezes

Quase sempre e pode durar semanas

Cansaço extremo

Nunca

Quase sempre no início da doença

Corrimento nasal ou nariz entupido

Frequentemente

Às vezes

Espirros

Quase sempre

Às vezes

Dor de garganta

Frequentemente

Às vezes

Tosse

Frequentemente

Frequentemente e pode ser severa

Desconforto no peito

Leve a moderado

Frequentemente

Perda do sentido do olfato ou paladar

Raramente

Raramente

 

Adaptado de National Institutes of Health (NIH) News in Health, Is It Flu, COVID-19, Allergies, or a Cold?, visitado em 19 de dezembro de 2022, disponível em https://newsinhealth.nih.gov/2022/01/it-flu-covid-19-allergies-or-cold

Quais são as semelhanças entre a COVID-19, a gripe e a constipação?

A COVID-19, a gripe e a constipação comum são todas causadas por vírus1. A COVID é causada pelo vírus SARS-CoV-2, enquanto a gripe é causada pelo vírus influenza4,2,1. Adenovírus, Coronavírus, Rinovírus, Parainfluenza e Vírus Sincicial Respiratório são os vírus que causam a constipação comum com mais frequência.11

As 3 doenças e os seus vírus podem causar os seguintes sintomas1:

  • dores no corpo
  • febre
  • tosse
  • dor de cabeça

No entanto, os sintomas da COVID-19 podem demorar mais a aparecer. Pode levar cerca de 5 dias em média (e entre 2 e 14 dias) para uma pessoa apresentar sintomas de COVID-19 após contrair o vírus1. Em comparação, demora apenas 1 a 4 dias para que os sintomas da gripe apareçam1 e, frequentemente, pouco menos de 2 dias para aparecerem os sintomas da constipação6.

Os sintomas de COVID-19 são mais semelhantes aos sintomas da constipação do que aos sintomas da gripe. Por exemplo, os seguintes sintomas são comuns tanto na COVID como na constipação1,7:

  • corrimento nasal
  • espirros
  • dor de garganta
  • tosse
Espirros, dor de garganta e nariz entupido ou corrimento nasal são apenas sintomas ocasionais da gripe1. Sintomas como dor de cabeça e fadiga são comuns na COVID, mas ocorrem menos comummente com uma constipação1,7.

Qual é a diferença entre uma constipação e a COVID?

A tabela abaixo mostra a diferença entre os sintomas da COVID e os sintomas da constipação1.7. No entanto, a única maneira de saber com certeza se tem COVID-19 é fazendo o teste1. Não tente autodiagnosticar-se e consulte um médico se tiver preocupações com os seus sintomas.

Sintomas  

Constipação COVID-19
Febre

Raramente  

Frequentemente 

Dor de cabeça 

Quase nunca 

Quase sempre 

Dor muscular e articular 

Ocasionalmente e leve 

Frequentemente 

Fadiga ou sensação de debilidade 

Às vezes 

Quase sempre 

Cansaço extremo 

Nunca

Quase sempre 

Corrimento nasal ou nariz entupido 

Frequentemente 

Quase sempre 

Espirros

Quase sempre 

Quase sempre 

Dor de garganta

Frequentemente

Quase sempre 

Tosse

Frequentemente 

Frequentemente 

Desconforto no peito 

Leve a moderado 

Frequentemente 

Perda do sentido do olfato ou paladar 

Raramente

Frequentemente 

 

Adaptado de National Institutes of Health (NIH) News in Health, Is It Flu, COVID-19, Allergies, or a Cold?, visitado a 19 de dezembro de 2022, disponível em https://newsinhealth.nih.gov/2022/01/it-flu-covid-19-allergies-or-cold e Zoe app, Omicron Symptoms: What Are They and How Long Do They Last?, visitado em 19 de dezembro de 2022, disponível em https://joinzoe.com/learn/omicron-symptoms

Tratar os sintomas da constipação, da gripe ou da COVID

Atualmente não há cura para a constipação comum, a gripe ou a COVID-19. No entanto, é possível tratar os sintomas destas doenças para se sentir mais confortável enquanto espera que o vírus siga o seu curso1,4.

Os tratamentos geralmente incluem muito descanso, ingestão de líquidos e uma alimentação saudável para estimular o sistema imunitário na luta contra o vírus.

Para saber mais sobre como tratar sintomas específicos da constipação e da gripe, veja estes artigos:

Também pode usar medicamentos sem receita médica para a gripe e constipação. Estes podem ajudar a aliviar os sintomas e incluem analgésicos como paracetamol e ibuprofeno, bem como xaropes para a tosse. Os xaropes para a tosse contêm ingredientes ativos que aliviam a tosse comprovadamente.

Estes ingredientes ativos incluem:

    Também pode optar por antitússicos (medicamentos que inibem o reflexo da tosse) ou expetorantes (medicamentos que ajudam a eliminar o muco dos pulmões e das vias respiratórias).

    Por exemplo, o dextrometorfano (Bisoltussin® Tosse Seca) é um supressor da tosse que reduz o reflexo da tosse, reduzindo a sensibilidade à tosse8.

    Os expetorantes, como a bromexina (Bisolvon®), podem diluir o muco no peito, facilitando a limpeza dos pulmões8. Isto pode ajudar a reduzir a intensidade da tosse8.

    Alguns ingredientes ativos à base de plantas também podem ajudar a aliviar a tosse8. Por exemplo, foi demonstrado  que a tanchagem, o tomilho e o mel (Bisolnatural® 2 em 1) aliviam a tosse8,9.

    Se os seus sintomas são leves, pode tratar a COVID-19 em casa. Os medicamentos para a tosse sem receita médica, como os mencionados acima, podem ser usados para o alívio da tosse provocada pela COVID-1910.

    Tenha em conta de que estes medicamentos não têm como alvo o vírus que causa a doença nem a curam.

    Para saber mais, leia o nosso artigo: Posso tratar os sintomas de COVID-19 com Bisolvon®?

    Se tiver gripe ou COVID-19, ou se estiver em risco de desenvolver complicações mais graves decorrentes dessas doenças, observe os seus sintomas e não hesite em entrar em contacto com um médico se tiver qualquer preocupação.

    As alergias também podem causar sintomas semelhantes aos da constipação, como corrimento nasal e espirros1. Além disso, as alergias podem causar comichão nos olhos, ouvidos e nariz1. No entanto, ao contrário de constipações, gripes ou COVID, as alergias não são causadas por vírus1. São causados por uma reação exagerada do sistema imunitário a um elemento irritante1.

    Estes irritantes, ou alérgenos, podem ser elementos como pólen, pó ou pelos de animais1. Quando uma pessoa se afasta da fonte do alérgeno, os sintomas geralmente desaparecem1.

    Como as alergias não são causadas por vírus, não podem ser transmitidas de pessoa para pessoa1.

PERGUNTAS FREQUENTES

  • É possível ter gripe e COVID-19 ao mesmo tempo1. Também é possível apresentar sintomas de COVID e gripe ao mesmo tempo1.

  • Não, os antibióticos não são eficazes contra os vírus da constipação, apenas contra bactérias, portanto não devem ser tomados, exceto quando recomendados por um médico4.

  • Se tiver dor de garganta, opte por alimentos macios que não a irritem. Comer uma dieta rica em frutas e vegetais pode ajudar a aumentar a sua imunidade. Beber bebidas quentes e saborosas pode ajudar a aliviar a garganta e a tosse.

    Para descobrir mais dicas sobre o que comer e beber durante uma constipação, leia os nossos artigos: Dor de garganta e tosse: descubra as causas e tratamento e Tossir em público: como combater a tosse

ÚLTIMO

CONSELHO

Para a Covid e a gripe, existem vacinas disponíveis que reduzem os sintomas e os riscos associados em populações vulneráveis.


    [1] National Institutes of Health (NIH) News in Health, Is It Flu, COVID-19, Allergies, or a Cold?, visitado em 19 de dezembro de 2022, disponível em https://newsinhealth.nih.gov/2022/01/it-flu-covid-19-allergies-or-cold

    [2] National Institutes of Health (NIH), Understanding a Common Cold Virus, visitado em 19 de dezembro, 2022, disponível em https://www.nih.gov/news-events/nih-research-matters/understanding-common-cold-virus

    [3] CDC, Types of Influenza Viruses, visitado em 19 de dezembro de 2022, disponível em https://www.cdc.gov/flu/about/viruses/types.htm

    [4] InformedHealth.org [Internet]. Cologne, Germany: Institute for Quality and Efficiency in Health Care (IQWiG); 2006. Flu: Overview. Dezembro de 2013 [Atualizado em novembro de 2019]. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK279459/

    [5] InformedHealth.org [Internet]. Cologne, Germany: Institute for Quality and Efficiency in Health Care (IQWiG); 2006. Common colds: Overview. [Atualizado em outubro de 2020]. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK279543/

    [6] Allan GM, Arroll B. Prevention and treatment of the common cold: making sense of the evidence. CMAJ. Fevereiro de 2014;186(3):190-9. doi: 10.1503/cmaj.121442. Epub 27 de janeiro de 2014. PMID: 24468694; PMCID: PMC3928210.  

    [7] Zoe app, Omicron Symptoms: What Are They and How Long Do They Last?, visitado em 19 December, 2022, disponível em https://joinzoe.com/learn/omicron-symptoms

    [8] Kardos P, Dinh QT, Fuchs KH, Gillissen A, Klimek L, Koehler M, Sitter H, Worth H. German Respiratory Society guidelines for diagnosis and treatment of adults suffering from acute, subacute and chronic cough. Respir Med. Agosto e setembro de 2020;170:105939. doi: 10.1016/j.rmed.2020.105939. Epub 2020 Apr 25. PMID: 32843157.

    [9] Murgia V, Manti S, Licari A, De Filippo M, Ciprandi G, Marseglia GL. Upper Respiratory Tract Infection-Associated Acute Cough and the Urge to Cough: New Insights for Clinical Practice. Pediatr Allergy Immunol Pulmonol. Março de 2020;33(1):3-11. doi: 10.1089/ped.2019.1135. PMID: 33406022; PMCID: PMC7875114.

    [10] BMJ Best practice, Coronavirus disease 2019 (COVID-19), visitado em 19 December, 2022, disponível em https://bestpractice.bmj.com/topics/en-gb/3000201/management-recommendations

    [11] Biofire – Syndromic trends. https://syndromictrends.com/


Sanofi - Página Principal

Bisolvon® (cloridrato de bromexina), adjuvante mucolítico do tratamento antibacteriano das infecções respiratórias em presença de hipersecreção brônquica. Precauções/contraindicações: gravidez, aleitamento, hipersensibilidade à composição, úlcera gastroduodenal, doença hepática e insuficiência renal, asma, lesões cutâneas, intolerância à frutose (xarope), intolerância à galactose (comprimidos). Não associar com um antitússico nem com um secante de secreções. Pode haver um aumento no fluxo das secreções. Os comprimidos contêm lactose. O xarope está isento de açúcar, sendo por isso adequado para diabéticos. O xarope Criança só deve ser administrado a crianças com menos de 2 anos de idade com supervisão médica. Leia atentamente o folheto informativo. Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico. (3.0)

Bisoltussin® Tosse Seca e Bisoltussin® (Dextrometorfano). Tratamento sintomático de tosse irritativa e seca. Precauções/contra-indicações: gravidez, aleitamento, doenças respiratórias, hipersensibilidade à composição, adolescentes e jovens adultos, doentes com antecedentes de abuso de drogas ou de substâncias psicoativas, doentes a tomar anti-depressivos inibidores da monoaminoxidase, doentes asmáticos; doentes com problemas hereditários raros de intolerância à frutose; doentes com problemas hereditários raros de intolerância à frutose não devem tomar este medicamento dado que contém maltitol líquido; crianças com idade inferior a 2 anos, a menos que recomendado pelo médico uma vez que Bisoltussin® contém ciclodextrina; crianças com menos de 5 anos que já estão a administrar um substrato para a álcool desidrogenase ou doentes com função renal ou hepática comprometida, uma vez que Bisoltussin® Tosse Seca contém propilenoglicol. Em doses superiores às recomendadas pode causar adição. Leia atentamente os folhetos informativos. Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico. (5.0)

Bisolnatural® 2 em 1 e Bisolnatural® 2 em 1 Sem Açúcar são dispositivos médicos para a tosse (tosse seca e tosse produtiva). Bisolnatural® 2 em 1 é indicado para adultos e crianças + 1 ano de idade. Bisolnatural® 2 em 1 Sem Açúcar é indicado para adultos e crianças + 2 anos de idade, contém glicerol (pode causar dor de cabeça ou desconforto digestivo leve) e em caso de supervisão médica, gravidez ou amamentação deverá ser consultado o médico antes da sua toma.

Não utilizar em caso de hipersensibilidade ou alergia individual a um ou mais componentes. Ler cuidadosamente a rotulagem e as instruções de utilização. Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico. (1.0) MAT-PT-2300994 v1.0 Novembro 2023